0.00 0
Your cart is empty. Go to Shop
EnglishFrenchPortugueseSpanish
EnglishFrenchPortugueseSpanish

EnglishFrenchPortugueseSpanish

Campanha limitada ao stock existente. Campanha não acumulável com outras campanhas em vigor. Campanha válida até dia 31/12/2020 às 11h59

 14.50

metodos de pagamento2
ENVIAMOS PARA O MUNDO TODO

Belissima cor rosa – pálido, brilhante, aromas intensos a framboesa
semi-verde e groselha, combinados com menta selvagem e salva.

Estrutura delicada, textura fina, intenso, fresco, transparente, boa
complexidade, notas minerais; equilíbrio bem conseguido pela
conjugação da acidez média com a fruta fresca e focada e a boa
concentração. Termina muito longo e com muita precisão.
badgerobertparker

Informação adicional

Peso 1200 g
Dimensões (C x L x A) 10 × 10 × 36 cm
Castas:

Tinta Roriz, Touriga Franca

Teor Alcoólico:

13.50%

Produtor:

Quinta Nova

Temperatura:

9º-11ºC

Acidez:

4.7

PH:

3.5

Sulfitos:

Sim

Vinificação:

Selecção manual das uvas em tapete de escolha à entrada da adega.
Prensagem de uva inteira (blancs de noirs tecnique). Segmentação de mosto por valores de pH (< 3,5). Decantação estática a frio. Fermentação a baixa temperatura (12-13ºC) durante 26 dias. Supressão da fermentação malolática.

Ideal para Acompanhar:

Saladas, Mariscos e Queijos Gordos

Estágio:

Estágio de 4 meses em cuba de inox. Engarrafado cedo para preservação da riqueza aromática.

Produtor

Quinta Nova

A Quinta Nova de Nossa Senhora do Carmo é um local de extrema beleza, no coração do Douro, e propriedade da família Amorim desde 1999.
A ligação da família ao vinho vem de longe, através da sua ligação às casas exportadoras de Vila Nova de Gaia, por via do negócio da cortiça, mas nessa data esta ligação resultou na concretização de um sonho e o projecto está hoje nas mãos da 4ª geração da família.
Com uma história superior a 250 anos, a quinta exibe uma traça conservada e o edifício original da adega de 1764, após intervenções a cargo do Arquitecto Arnaldo Barbosa.
Mas a quinta é muito anterior a 1764 e história confirma-a como uma grande terra pertencente à Casa Real Portuguesa, tendo sido identificado o seu primeiro proprietário em 1725. A adega vinificava mais de 3.500 pipas de vinho, de parcelas e quintas vizinhas, tendo sido logo «integrada na primeira demarcação da região». Os locais históricos que ainda hoje estão preservados dão a perceber todo este peso histórico.
O espírito empreendedor e visionário da família fez entretanto a diferença pois, aliado a uma aposta apaixonada no futuro, determinaram o início de múltiplas alterações para um caminho de excelência enológica.

1 pais 1001 terroirs
seleçao jack daniels 4
× Como podemos ajudar?